Home Artigos Somos pequeninos.

Acesso



Receba por email

Informe seu email para

receber os artigos:

Somos pequeninos. PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
Escrito por Canal Eletrônico   
Sex, 11 de Novembro de 2011 17:10

 

 

Nos últimos tempos decidi dedicar-me a uma busca, a uma descoberta, e compreensão, (ou pelo menos tentativa) do mundo à minha (e vossa) volta. Se nos questionarmos (não me perguntem sobre o quê) facilmente estaremos num ponto sem retorno em que necessitamos mesmo que nos sejam dadas respostas. É aí que começa a busca... porque não chegamos às respostas só por "dá cá aquela palha" e temos mesmo que procurá-las... Vai daí... lá fui eu. Bom, não me vou perder, porque o assunto é sério. Claro que não vou escrever detalhes sobre o assunto... pelo menos por enquanto, mas que é sério isso é.

Basicamente trata-se de (tentar) perceber como o mundo funciona. Pensem nas vossas vidas... e agora pensem no mundo como um todo... somos pequeninos não somos?

O assunto é deveras complexo e nem todos estão dispostos a aprofundá-lo, se bem que para aprofundá-lo seria quase necessário querer estudar e perceber centenas ou mesmo milhares de anos de História.

Pensem só nisto: Nascemos... durante cinco anos julgo que aproveitamos, uns mais que outros, a vida...depois...Escola, isto claro se os nossos Pais nos puderem educar até aos cinco anos, porque o mais comum é não puderem, e agora pensem bem....dos 6 aos...16 ou 18 ou 23, 24, 25... dependendo sempre das possibilidades e vontades de cada um, estamos a "estudar" (dizemos) e depois... trabalhar, trabalhar, trabalhar...para quê?

Para ter DINHEIRO!! Para comprar carro, casa, e "viver" assim até que um dia temos (finalmente) 65 anos e lá vamos para a reformita receber, ou não, uns trocos para nos agüentarmos até que o nosso corpo... se desligue!! Isto faz sentido? Se a si não faz sentido os meus Parabéns porque pertence a uma minoria que é capaz de perceber isso e tem a coragem de o reconhecer.

No entanto a questão aqui não é querer mudar isso porque é quase impossível ser dissidente destas regras que nos são impostas aos seis anos de idade. A verdadeira questão é: Por quê? Consegue perceber?

Este texto parece escrito pelo mestre Karamba ou outro semelhante, mas nada tem a ver... Trata-se de assuntos muito mais interessantes, muito mais terrenos, e muito pouco celestiais...

Bom... já partilhei qualquer coisa...

Fonte: Canal Eletrônico a partir de portugalnosso